Até amanhã, querida!

12/05/2010

24 de abril de 2010, esse dia eu nunca vou esquecer. Foi um dia maravilhoso, me diverti muito com amigos queridos, renovei meu estoque de maquiagem, foi aniversário da minha sobrinha torta mais amada do planeta, enfim… Tinha tudo para ser um ótimo dia. Quando, nas últimas horas do dia, recebo uma ligação que eu não queria receber nunca na minha vida.

– Ana Laura, o seu pai piorou, foi para o hospital e não resistiu.

Foi tudo o que eu consegui ouvir até cair no chão de tanto desespero. Estava sozinha em casa e não tive forças para responder a pessoa do outro lado da linha. Desde então não tive inspiração para escrever no blog. Rascunhei vários textos sobre a ausência do meu pai, mas nenhum soube expressar o verdadeiro sentimento do momento. Só consigo pensar em clichês como: é uma dor que nunca vai passar, terei que me acostumar e aprender a viver com ela. O que é verdade, mas não é isso que quero escrever sobre o que aconteceu. Papai foi a minha inspiração de vida, foi o cara que eu cresci querendo ser igual, foi o meu melhor amigo e melhor companheiro. Sobre ele quero escrever coisas boas, como ele desejaria e merece!

Sendo assim, quando o coração acalmar e a alma quietar, escreverei sobre o meu pai. No momento, deixo aqui registrado nossas últimas palavras:

– Até amanhã, querida!

– Até amanhã, pai!

.

Anúncios

7 Responses to “Até amanhã, querida!”

  1. Marconi de Oliveira Says:

    É…”a única certeza, mas nunca estamos preparados…”, li em algum lugar algum dia, e realmente é uma verdade.
    Vou te falar q 24 de abril é uma data muito difícil pra mim, e sempre tento assistir ao pôr do sol nessa data!
    Pra vc, pra mim, e pra todos… FORÇA SEMPRE!!!

    • Ana Laura Cartaxo Says:

      É, amigo.. 24 de abril agora é uma data difícil pra mim tbm! A partir de agora posso ver o por do sol com você nessa data pra ver se me ajuda? Um beijinho.

  2. Laylanna Says:

    Tem gente que tem muito medo de morrer, eu não, eu tenho medo do dia que meus pais morrerem, sei que esse dia vai chegar, e mesmo depois de muita terapia sobre isso, ainda me dá um nó na garganta de pensar, por isso me sensibilizo tanto com esse assunto, quando te encontrar quero te dar um abraço bem apertado, pq vc é muito querida, assim como seu pai te admiro muito, bjus beterrabinha linda!

    • Ana Laura Cartaxo Says:

      É, minha amiga! Eu penso o mesmo que você. Sempre soube que seria difícil o dia da partida do papai, e sabe.. foi pior do que eu pensava. Essa saudade sem remédio dói demais. Mas a vida segue, né? A força dos amigos é o que me sustenta. Muitos beijos.

  3. Maranhão Says:

    Ao convivermos, deixamos uns com os outros nossas essências. Nem todas vão nos marcar. Algumas nos impreguinam. Há aqueles, porém, que deixam uma marca especial. São como o perfume guardado que deixou seu aroma leve nas roupas. Que nos trazem a sensação de lar quando abrimos o armário.
    À essência dessas pessoas, podemos, pra sempre, dizer: Até amanhã, querida!

    • Ana Laura Cartaxo Says:

      Ai, amigo.. Coisa mais linda isso que você escreveu. Fiquei emocionada. E sabe, concordo plenamente. Cheiro, voz, gestos do papai deixaram com certeza uma marca especial. Mais do que isso, alias. Obrigada pelo recado, foi importante ler isso. Beijinhos

  4. Jorge Says:

    Realmente é mto dificil,a
    perda da pesoa amada
    principalmente quando essa
    pesoa te ignorava eu me
    sinto sozinho até hje.não
    comsigo entrar em armonia
    com a família.obrigado pela
    compreensão.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: